Le temps qui reste

Cinema, Sétima Arte

Vivemos completamente absorvidos pelo nosso dia-a-dia. Acordar, comer e trabalhar. Conhecer, conversar e amar. Desaparecer, ofender e magoar. E damos como garantido uma série de coisas. Por vezes, uma dessas coisas falha e tudo o que fazemos no nosso dia-a-dia parece perder o sentido, ou ganhar um significado totalmente diferente. Porquê? Porque somos obrigados a refletir e reestruturar tudo o que tinha sido construído sobre um conjunto de pressupostos que já não fazem sentido.

Julgo que é disto que Le temps qui reste trata ao contar-nos a história de um jovem e bem-sucedido fotógrafo de moda que descobre que apenas lhe restam alguns meses de vida. O tempo que lhe resta será utilizado, numa primeira abordagem, para se revoltar e afastar todos os que gostam dele, mas depois para fazer as pazes com os que o rodeiam e, principalmente, consigo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s