Holy Motors

Cinema, Sétima Arte

holy-motors-foto

Goste-se ou deteste-se, perceba-se ou não, uma coisa é certa em Holy Motors, é um filme que não deixa ninguém indiferente. Só por isso já vale a pena uma recomendação. Com centenas de filmes irrelevantes que estreiam nas salas de cinema em todo o mundo, é uma bênção que nos seja dada a oportunidade de assistir a uma obra cujo valor ultrapassa em larga escala o mero entretenimento.

Holy Motors é uma obra desconcertante, que cai dentro de um grupo de filmes cuja subjetividade é uma das suas maiores (e melhores) qualidades. Por ser tão vago e não linear do ponto de vista narrativo permite um conjunto variado de interpretações, que podem variar de acordo com vários fatores. Pessoas diferentes, podem ter interpretações distintas e, não tenho dúvidas, até a mesma pessoa pode ter um entendimento diferente em cada visualização.

O arrojo de Leos Carax e o desempenho magnífico de Denis Lavant são argumentos mais que suficientes para fazer deste filme um dos indispensáveis de 2012.

One thought on “Holy Motors

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s