Flight

Cinema, Sétima Arte

flight-clip1_h1080p

Robert Zemechis é um excelente contador de histórias. Olhamos para a sua filmografia e vemos filmes como a trilogia Back to The Future, Forrest Gump e Cast Away e é isso mesmo que constatamos. A forma clássica como aborda uma narrativa é uma das suas imagens de marca e costuma funcionar quase sempre. Em Flight, volta a presentear-nos com um live-action, depois de 12 anos, e três filmes, a fazer animação.

Ficamos aqui a conhecer a história do capitão William “Whip” Whitaker, um homem com capacidades enormes que se deixa mergulhar no vicio que é o alcoolismo. A sua maior dificuldade não é apenas o problema que tem com o álcool, mas o facto de não admitir esse mesmo problema. Tudo poderia ter corrido bem a Whip caso mentisse, não teria dificuldades com as autoridades e continuaria com a sua reputação, seria um herói por ter aterrado um avião em condições que mais ninguém conseguiria, mas continuaria mergulhado no poço sem fundo que é a dependência do álcool.

Não que tenha algo de especial a apontar a Flight, é um filme competente e conta-nos uma história interessante, mas parece que falta alguma coisa para torná-lo num grande filme. Mas também quem diz que todos os filmes têm aspirações a serem grandiosos?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s