Lincoln

Cinema, Sétima Arte

lincoln1

O cinema não é algo matemático, mas se fosse dada uma nota a cada desempenho e se fizesse a média dessas notas para cada ator, então Daniel Day-Lewis era bem capaz de ser o melhor ator vivo do momento.

É incrível como num filme com o selo de qualidade de Spielberg, em que tudo é feito de forma minuciosa, prestando atenção ao mais infimo detalhe, um ator consiga destacar-se tanto de tudo o resto.

A abordagem de Spielberg à história, dando claramente mais atenção ao homem dos que aos eventos, ajuda mas julgo que o génio de Day-Lewis é o principal responsável. Agora resta-nos esperar para ver quando nos presenteia com outro desempenho monumental. É que se é verdade que a qualidade é o seu forte, a quantidade já é outra conversa completamente diferente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s