End of Watch

Cinema, Sétima Arte

endofwatch

David Ayer tem vindo a especializar-se num género de filme onde é difícil criar algo de novo. End of Watch é o terceiro policial do realizador, que antes já tinha escrito outros quatro (sendo Training Day o mais conhecido e louvado).

À medida que vai construindo a sua filmografia, é cada vez mais notório que possui um estilo muito próprio de desenvolver as suas narrativas e de filmar a ação, que geralmente se desenrola a um ritmo frenético e violento.

E End of Watch é, até agora, onde o seu estilo está mais apurado, conseguindo aqui criar uma obra ardilosa, visceral e crua, que retrata o mundo da polícia nos Estados Unidos como há muito não se via. O equilíbrio obtido entre a violência da ação e a sensibilidade das personagens é um dos melhores trunfos de um filme que, sem ser totalmente original, consegue agitar as águas de um charco que há muito se converteu num pântano parado e bafiento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s