Le salaire de la peur

Cinema, Sétima Arte

mqsKjPYDvbIYZhghgL4N5HMnEKa

Parti para Le salaire de la peur com bastante curiosidade. Em todo lado que lia algo sobre Henri-Georges Clouzot, o seu realizador, surgia sempre o nome de Hitchock à baila. Aparentemente, e apesar de serem contemporâneos, Clouzot foi uma influência para Hitchcok. O seu Diabolique toca, segundo o que dizem, pois ainda não o vi, em muitos dos temas abordados pelo mestre Britânico. Também se diz que são estilisticamente muito semelhantes. Em Le salaire de la peur consigo perceber, em parte, porquê. O suspense era o ingrediente principal dos filmes servidos por Hitchcock, e se nada mais ligar estes realizadores, pelo menos aqui  parecem-me igualmente geniais.

Todavia, nunca num filme de Hitchcock vi a temática principal deste filme abordada, nem um comentário político tão acentuado. O talento cinematográfico de Clouzot é visível ao longo de todo o filme. A introdução, de aproximadamente 45 minutos, precede um sofrimento progressivo das personagens, um pathos de uma cerca de uma hora que certamente conduzirá ao clímax. Uma hora de tensão constante em que cada movimento, cada mudança de cena nos faz esperar uma explosão de ação.

Mas o segredo, e razão que eleva este filme a outro nível, está no desenvolvimento feito na primeira parte. Aqui somos confrontados com a pobreza extrema, com homens que estão presos a um destino que não queriam, sem força, sem dinheiro, sem dignidade para saírem deste purgatório. São produtos de um sistema que usa os pobres para fazer o trabalho indesejável e perigoso, mas que depois colhe e aproveita os frutos bem longe desta classe operária.

Para acabar, cito o crítico Dennis Schwartz sobre este filme: “Anti-capitalist exciting existential adventure film”. Não poderia dizer melhor que isto.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s